Archipelado 21

23 09 2011

Studio Daniel Libeskind foi o vencedo da competição para projetar  o  Yongsan International Business District of Seoul, na Coréia do Sul. O novo distrito terá varios edifícios residenciais, comerciais e lojas, em uma área ja pré existente nas margens do rio Han.

O projeto chamado de  “Archipelago 21”  pois cada um dos bairros são interligados e  tem suas funções diferenciadas, como em ilhas, entre um mar de parques verdes, terá um total de quase 10milhões de metros quadrados de área construida. O projeto de $20bilhões começará em 2011. O districo tambem contará com novas instituições culturais, educacionais e sistema de transporte coletivo rápido.

“A idéia é criar uma destinação para o século 21 que é vibrande, sustentável e diversificada,” Diz Libeskind. “ Eu quiz fazer cada formato, cada lugar, cada bairro com o mais variado e distinto possível. O projeto, e cada prédio deve refletir a verticalidade e a complexidade cultural do coração de Seoul.”

Advertisements




THREE GRACES _ Dubai

23 09 2011

NOX | Lars Spuybroek projetaram uma fámilia de quatro torres chamadas de The Three Graces em Dubai.A família de torres, que já estão em construção, serão interconectadas por pontes. O símbolismo da unidade fará The Three Graces lembrar um portão para o porto que ela está situada.

Inspirada pela famosa Fifth-of-Forth Bridge na Escócia, as três torres estão sendo construidas com uma pelicula que é geometricamente baseada nas criaturas do oceano chamada de Radiolaria.





Bahrain World Trade Center

23 09 2011

O Bahrain World Trade Center é o novo prédio ecológico. O complexo localizado em Manama, a capital de Bahrein. As torres gemêas serão as primeiras no mundo a comportar turbinas  de vento em larga escala. As turbinas irão fornecer entre 11% á 15% das energia eletrica dos dois prédios, algo em torno do que seriam gastos para fornecer energia para 300 casas.


Para maximizar a econômia de energia, o vão entre os dois prédios irá funcionar como uma zona de baixa pressão entre os prédios, o que irá trazer mais ventos para a região. O efeito fará com que os ventos aumentem a velocidade em té 35% em cada uma das turbinas, produzindo mais energia. Isto também irá redirecionar os ventos em até 45 graus do centro da turbina, para um angulo perpendicular para otimizar a geração de energia.





FAZENDA VERTICAL

23 09 2011

O Harvest Green Projet do Romses Architects ganhou o concurso “2030 Challenge” em Vancouver. O objetivo da competição foi pensar em mudancas lembrando do clima, reduzindo o excesso de carbono para o futuro.

O conceito é uma fazenda vertical que consiga o fornecimento de vegetais, frutas, peixes, leite, ovos. A torre irá receber sua energia por paineis fotovoltáticos, turbinas eólicas de pequena e grande escala, e gerador por composto de metano. Uma cisterna para água da chuva no topo do prédio irá prover a irrigação para as plantações.

Além disso o prédio tambem contará com um laboratório para plantas e sementes, um mercado de comida orgânica, um supermercado, um restaurante, uma estação de trânsito e estacionamentos subterrâneos. Se um dia construido o predio representa um potêncial urbano futuristico de uso misto para os prédios do mesmo setor ( exemplo, as plantações, o mercado, o restaurante, ou os estacionamentos e a estação de trânsito próxima.)





Urbanismo Proposto _ Coréia do Sul

31 03 2010

Quatro escritórios de arquitetura, Big de Copenhagen, INABA de Los Angeles, MAD de Beijin e Mass Studies de Seoul, propuseram um novo plano urbanistico para Ansan na Coréia do Sul.

A junção dos projetos pelos 4 escritórios usa uma arquitetura de formas versáteis, que mudam em formatos e em usos. O principio dos quatro projetos reinterpreta o termo “econômia em escalas” para dizer o valor de uma simples arquitetura em diferentes escalas. Os trabalhos foram adaptados o bastante para que as formas fossem aumentadas ou diminuidas e mesmo assim continuando com suas funções.

Através da instabilidade econômica, os arquitetos propuseram uma arquitetura que pode ser escolhida o seu tamanho conforme seu orçamento. As formas tem sido projetadas para que caso o capital de investimento diminua, os prédios podem ser diminuidos também, e caso as finanças comecem a aumentar, o prédio também aumenta.Estes escritórios acrediitam que a arquitetura não é apenas uma escala humana de apenas um tamanho; isto pode ser concedido com grande utilidade em mente para que as formas podem ser juntadas mesmo com a redução de 40, 50 ou 60 por cento.





Mode Gakuen Spiral Towers _ Japão

31 03 2010

Esta estonteante estrutura do grupo de arquitetos Nikken Sekkei deixa qualquer colégio no chinelo. Localizado na rua principal em Nagoya, no Japão, o Mode Gakuen Spiral Tower foi projetada para trÊs escolas que representam a escola de moda, programação e informática, e de suportes médicos. O conceito das torres é derivado do entusiasmo dos estudantes destas escolas, se torcendo e crescedno para o céu para então chegar ao mundo real.

Três torres com salas de aula são chamadas de ASAS (eu particularmente acho que parece mais com o DNA). As torres “asas” criam uma curva orgânica, transformando a rotação. As torres em espiral aparentam mudar a sua fachada quando vista de diferentes ângulos, dando uma elegante impressão dinâmica.


As torres são emaranhadas de diversos aparatos ecológicos, como vidros duplos, e ventilação central natural. A estrutura central do prédio é uma  estrutura cilíndrica e rígida. Como o pilar central de uma casa, esta estrutura proteje as torres contra ciclones ou terremotos.





LM PROJECT _ DINAMARCA

31 03 2010

Steven Holl Architects projetou esta ponte com duas torres de cerca de 50 metros de altura sobre o porto de Copenhagen. O projeto foi selecionado depois de uma competição internacional.

“O LM Project, o empreendimento será um marco, com muito jardim por toda a sua volta. A eletricidade dos espaços públicos será gerado por turbinas eólicas no topo da ponte e também na torre Langenlinie e na torre Marmormolen, que serão ambas envoltas em vidro.

As curtinas de vidro vão coletar raios solares por painéis foto voltáticos, provendo assim energia para o aquecimento da água do mar e para o sistema de ar condicionado. Refletindo a história do porto, a Langenlinie inclue um design em formato de proa, em que as pessoas podem acessar através dele até as pontes com elevadores cafés e galerias.